Desenvolvido pela Multicom - Agência Digital

Plataforma orgulhosamente criada pela Wix.com

Receba nossas atualizações

  • Moisés Mauro D. Aquino

Medida Provisória de Messias que prevê 13º salário do Bolsa Família vale somente para este ano



Ao contrário do que afirmou o Presidente, o texto assinado por ele prevê pagamento certo somente para este ano


A medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira 15, que determina o pagamento do 13º salário para beneficiários do Bolsa Família, deve valer somente para o ano de 2019 – ao menos é isso que o texto do decreto deixa explícito. No Diário Oficial da União, o texto de Bolsonaro diz alterar a lei criadora do Bolsa Família “para dispor sobre o pagamento do benefício financeiro relativo ao mês de dezembro de 2019 como abono natalino.” O valor direcionado para a medida, que não está previsto no orçamento, é de R$ 2.58 milhões. De acordo com o Ministério da Cidadania, a quantia é proveniente de economias com antigas fraudes cometidas no benefício. Nas redes sociais, o presidente afirmou que o benefício seria pago ‘a partir’ deste ano, e não destacou o ponto particular previsto no decreto que ele assinou. “Assinei MP que cria o 13° do Bolsa Família, que será pago [a] partir deste ano, com recursos oriundos do combate às fraudes no programa. Grande dia!”, escreveu. Em publicação desta quarta-feira 16, Bolsonaro apontou antigas críticas às suas declarações como “fake news”.


Por ser uma medida provisória, o texto já passa a valer desde a publicação no Diário Oficial. No entanto, deputados ainda podem fazer alterações na proposta e vetar ou sancionar a MP em até 120 dias. Atualmente, o Bolsa Família atende cerca de 13,5 milhões de famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais por membro. O benefício médio pago por família é de R$ 189,21. Fonte: Carta Capital / G1 / Exame Foto: Governo do Piauí